Sem classificação

DHEA para engravidar | Óvulos mais fortes

DHEA para engravidar

Se você tem tido dificuldade em engravidar e tem mais de 35 anos, provavelmente já leu algo sobre a DHEA para engravidar. O martelo ainda não foi batido pelos pesquisadores, no entanto o que se tem acompanhado é a grande e valiosa ajuda que esse  suplemento tem trazido para mulheres com mais de 35 anos. A DHEA pode realmente ajudar as mulheres a engravidar?  O fato é que tem  sido associado à preparação do corpo para a fertilização in vitro e a melhora dos óvulos nas baixa reserva de ovariana.

O que é a DHEA

DHEA, ou dehidroepiandrosterona, é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo. As glândulas supra-renais e e o cérebro são os produtores desse hormônio. É um hormônio esteroide produzido através do colesterol nas glândulas adrenais. O DHEA aumenta a produção de estrogênio em mulheres com baixa reserva ovariana. Após os 30 anos, os níveis de DHEA no corpo começam a diminuir naturalmente.

Baixos níveis de DHEA podem causar problemas de fertilidade. Os mais comuns são  baixa libido e diminuição da qualidade dos óvulos. Embora este hormônio tenha fortes laços com a infertilidade, uma diminuição da DHEA também esta diretamente ligada a outros problemas como doença de Alzheimer, depressão, osteoporose e doença cardíaca.

Esse suplemento vem sendo  comercializado como solução para os problemas hormonais após os 40 e fonte milagrosa para aumentar a qualidade dos óvulos.

O que se sabe é que dos 7 aos 20 anos temos grande quantidade de DHEA no organismo. Após o pico que ocorre aos vinte, os níveis vão caindo gradativamente. Esse é o percurso natural da produção e baixa de DHEA no organismo e alterar esse comportamento pode não ser o mais seguro.

Em que idade a suplementação de DHEA é aconselhável?

Partindo desde princípio entendemos que manter altos níveis de DHEA principalmente após os 30 não faz parte da nossa natureza e por isso, para algumas mulheres,  pode trazer alguns efeitos desagradáveis.

O aumento de estrogênio pode não ser benéfico para todas, bem como a maior presença de hormônios andrógenos que podem causar sérios descontroles hormonais.

O recomendável é manter os níveis de DHEA normais para sua faixa etária. Por isso o acompanhamento médico é importante.

DHEA ajuda a engravidar ?

Embora a suplementação de DHEA tenha sido recomendada para ajudar mulheres com baixa reserva ovariana, o suplemento só deve ser utilizado com supervisão do médico. Existe um acesso fácil ao DHEA e por isso pode ser tentador usa-la  para qualquer problema de fertilidade, mas pode afetar negativamente a fertilidade causando, como já dito, distúrbios hormonais.

As mulheres com SOP (Síndrome dos ovários policísticos) por exemplo,  devem evitar o uso desse suplemento. Nos casos de SOP  essas mulheres muitas vezes já têm níveis elevados de andrógenos.

Os efeitos colaterais comuns da suplementação nas mulheres com Síndrome dos ovários policísticos são sintomas incômodos da síndrome respiratória – acne e hirsutismo. O hirsutismo é caracterizado por perda de cabelo com crescimento excessivo de pelos em outras partes do corpo, como o rosto por exemplo.

Quem pode se beneficiar do uso de DHEA para engravidar?

Mulheres com reserva ovariana diminuída

Falha ovariana

Envelhecimento prematuro dos ovários

Infertilidade após os 35 anos

Baixa resposta a indução e a FIV ( má respondedora)

Efeitos colaterais do uso de DHEA para engravidar

Os efeitos colaterais incluem principalmente acne, fadiga, insônia, dor abdominal, pele oleosa,aumento dos níveis de colesterol , perda de cabelo, congestão nasal, , batimento cardíaco rápido ou irregular e palpitações.

Nas mulheres a DHEA  pode ainda  causar alterações  no ciclo menstrual, voz grossa e crescimento de pelos no rosto.

Veja a seguir o que dizem as pesquisas sobre a DHEA para engravidar

Tagged ,

Deixe uma resposta