Baixa Progesterona | Causas e efeito na fertilidade

A progesterona é um hormônio sexual feminino produzido principalmente nos ovários após a ovulação a cada mês. É uma parte crucial do ciclo menstrual e manutenção da gravidez . A  baixa progesterona pode ser o motivo de infertilidade de várias mulheres.

A progesterona ajuda a regular seu ciclo, mas seu trabalho principal é preparar o útero para a gravidez. Depois de ovular a cada mês, a progesterona ajuda a engrossar o revestimento do útero (endométrio), preparando-o para receber a implantação de um óvulo fertilizado. Se não houver óvulo fecundado, os níveis de progesterona caem novamente e a menstruação começa. Se um óvulo fertilizado se implantar na parede uterina (nidação), a progesterona ajuda a manter o revestimento uterino durante a gravidez.

A progesterona é necessária para o desenvolvimento das mamas e amamentação também. Complementa alguns dos efeitos do estrogênio, outro hormônio feminino. Ele também desempenha um papel importante com a testosterona , pois é o precursor dos hormônios adrenais.

Os homens produzem uma pequena quantidade de progesterona para ajudar no desenvolvimento do esperma.

BAIXA PROGESTERONA

A Baixa progesterona pode me impedir de engravidar?

A progesterona é especialmente importante durante os anos férteis da mulher. Se você tem baixa progesterona, pode ter problemas para engravidar ou manter a gravidez. Cada mês, depois que um de seus ovários libera um óvulo, seus níveis de progesterona devem subir. A progesterona ajuda o útero a engrossar para receber um óvulo fertilizado. Se não estiver espesso o suficiente, a implantação pode falhar.

Os sintomas de baixa progesterona  incluem:

  • dores de cabeça ou enxaquecas
  • mudanças de humor, incluindo ansiedade ou depressão
  • baixo desejo sexual
  • ondas de calor
  • irregularidade no seu ciclo menstrual

A baixa progesterona pode causar sangramento uterino anormal. Ciclos irregulares ou ausentes podem indicar ovários com funcionamento deficiente e baixa progesterona.

Se você engravidar, ainda precisa de progesterona para manter a gravidez em progresso até o fim. As primeiras 20 semanas são as mais importantes. Período em que a placenta se torna totalmente funcional. Se você tiver baixa progesterona, seu útero pode não ser capaz de levar uma gravidez saudável até o fim.

Durante a gravidez, os sintomas da progesterona baixa incluem pequenos sangramentos e dor abdominal. Outros sintomas de baixa progesterona em mulheres grávidas podem incluir:

  • sensibilidade mamária constante
  • fadiga exagerada
  • açúcar baixo no sangue frequente
  • secura vaginal

A baixa progesterona pode indicar toxemia ou gravidez ectópica . Isso às vezes pode resultar em aborto espontâneo ou morte fetal.

Sem progesterona o suficiente,  o estrogênio pode se tornar o hormônio dominante. Isso pode levar a uma variedade de sintomas, incluindo:

  • ganho de peso
  • diminuição do desejo sexual, alterações de humor e depressão
  • TPM , ciclo menstrual irregular, sangramento intenso
  • sensibilidade mamária, seios fibrocísticos
  • miomas, endometriose
  • problemas de vesícula biliar
  • disfunção tireoidiana

NÍVEIS DE PROGESTERONA – Qual valor indica baixa progesterona

Quais os níveis adequados de progesterona?

Um teste de progesterona  pode ajudar seu médico a determinar se os seus níveis de progesterona estão muito baixos. Este é um teste de sangue simples que não requer preparação.

O teste pode oferecer pistas de por que você está tendo problemas para engravidar. Também pode confirmar se você ovulou ou não. O teste de progesterona pode ser usado para monitorar a terapia de reposição, modulação hormonal ou a saúde de uma gravidez de alto risco.

Os níveis de progesterona flutuam durante todo o ciclo menstrual. Eles atingem o pico cerca de sete dias antes do início de um novo ciclo menstrual, o que para maioria das mulheres acontece 7 dias após a ovulação. Esses níveis podem até variar no decorrer de um único dia. Os níveis de progesterona geralmente são mais altos que o normal durante a gravidez. Eles são ainda maiores se você está esperando mais de um bebê.

Os valores podem divergir de acordo com o laboratório em que o teste foi realizado. No entanto alguns valores normais podem ser encontrados abaixo.

  • Fase Lútea: 3,34 a 25,56 ng/mL – ideal acima de 10,0 ng/mL
  • Gestantes:
  • 1ºtrimestre: 11,22 a 90,0 ng/mL
  • 2ºtrimestre: 25,55 a 89,40 ng/mL
  • 3ºtrimestre: 48,40 a 422,50 ng/mL

O funcionamento incorreto dos ovários pode resultar em baixa produção de progesterona. Durante a menopausa , é natural que os níveis de estrogênio e progesterona caiam.

Homens, crianças e mulheres na pós-menopausa, têm níveis mais baixos de progesterona do que mulheres em idade fértil.

O que é  considerado um nível de progesterona “normal” depende da idade e do sexo de uma pessoa. Nas mulheres, fatores adicionais incluem se ela está grávida e em que fase ela está no seu ciclo menstrual.

TRATAMENTO para baixa progesterona

Como reverter a  progesterona baixa?

Ter progesterona baixa pode não ter nenhum sintoma para e você pode não precisar tratá-la. No entanto, se você está tentando engravidar, a terapia hormonal para aumentar a progesterona pode ajudar a engrossar seu endométrio. Isso pode melhorar suas chances de ter uma gravidez saudável.

A maioria das mulheres conseguem engravidar após três ciclos de modulação hormonal com progesterona quando a dificuldade é a baixa progesterona.

Irregularidades menstruais e sangramento anormal também podem ser melhorados através de terapia hormonal.

Para os sintomas graves da menopausa, a terapia hormonal geralmente consiste em uma combinação de estrogênio e progesterona. As mulheres que tomam estrogênio sem progesterona correm maior risco de desenvolver câncer endometrial .

Opções de tratamento incluem:

  • cremes e géis, que podem ser usados ​​topicamente ou, em mulheres, por via vaginal
  • supositórios , que são comumente usados ​​no tratamento de progesterona baixa que está
  • causando problemas de fertilidade
  • anéis vaginais, que oferecem liberação mais lenta de hormônios do que medicamentos orais
  • medicações orais, como Provera

A terapia hormonal pode ajudar a aliviar sintomas como ondas de calor, suores noturnos e secura vaginal. Para algumas mulheres, melhora o humor e o estado de espírito. Pode também reduzir o risco de osteoporose e diabetes . A progesterona oral pode proporcionar um efeito calmante, facilitando o sono.

Remédios naturais para aumentar a baixa progesterona:

  • aumentar a ingestão de vitaminas B e C, necessárias para manter os níveis de progesterona
  • comer mais alimentos com zinco, como marisco
  • controlar os níveis de estresse , como o cortisol é liberado em vez de progesterona em altos
  • períodos de estresse e reduz os níveis de progesterona

A progesterona ainda é importante em mulheres que tiveram histerectomia (retirada do útero). Mulheres que tiveram histerectomias e não estão em reposição de progesterona são mais propensas a morrer de doenças cardíacas e têm risco aumentado de doenças cerebrais e ósseas.

Como as mulheres com histerectomia também são mais propensas a ter derrames ou câncer durante as terapias hormonais convencionais, a terapia hormonal bioidentical é essencial. Na terapia hormonal bioidentical, os hormônios que você está recebendo são biologicamente idênticos aos seus hormônios naturais. As mulheres com este tipo de terapia hormonal não têm risco aumentado de doença.

Esse tipo de modulação hormonal é realizada com progesterona transdérmica bioidêntica. Com 20 mg duas vezes ao dia de progesterona bioidêntica, em apenas 3 meses o níveis de progesterona estarão normalizados.

Considerações finais sobre baixa progesterona

A baixa progesterona pode causar vários problemas diferentes para homens e mulheres. No entanto, existem vários tipos diferentes de tratamentos que podem ajudar a resolver progesterona baixa, permitindo que você e seu médico escolham qual solução é melhor para você. Pode demorar algumas semanas até que você veja os resultados da terapia hormonal.

Terapia hormonal pode ser uma solução a longo prazo para alguns, particularmente mulheres na pós-menopausa. Você pode trabalhar com seu médico para reavaliar seu plano de tratamento a cada ano.

Sobre o autor | Website

Apaixonada pelos tratamentos naturais encontrou na farmácia de Deus meios de auxiliar casais de todo o mundo a realizarem o seu sonho de paternidade. Dedica grande parte de seu tempo aos estudos de tratamentos naturais e técnicas terapêuticas que revertam a infertilidade e aumentem a fertilidade natural. Tatiana da Costa é Consultora de Fertilidade e estudante de Naturopatia

Receba gratuitamente o E-Book que vai mudar a tua história. A fertilidade começa pela boca.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!